contato@ultramedcampos.com.br
  Contato : (22) 2736 - 9350   

Radiologia – Mamografia Digital

A Mamografia é o melhor método de detecção de câncer em mulheres sem queixas ou sintomas da doença, mas que podem ser portadoras de lesões mínimas ou que tenham tumor cuja textura não se diferencia, ainda, da glândula normal. Um programa de rastreamento mamográfico se torna um excelente processo de análise de tumores em fase inicial de desenvolvimento e com grandes chances de cura.

Em sua versão convencional, a mamografia, basicamente, funciona da seguinte fórmula: um feixe de Raios X atravessa a massa comprimida e atinge um filme, formando uma imagem, cuja fixação é obtida por reações de agentes químicos. Nesse sistema, a película representa o meio de aquisição, exposição e armazenamento da informação. Apesar de gerar imagens com alta resolução espacial e contraste, o filme permite pouca margem para melhorias. Já no seu formato digital, o feixe atinge um detector que transforma os Raios X em sinais elétricos, transmitidos a um computador, respondendo fielmente a uma ampla variedade de intensidades. Uma vez que esta informação é armazenada, ela pode ser demonstrada por meio de várias técnicas de computação gráfica. As análises das imagens digitais são feitas em estações de trabalho, com emprego de monitores de alta resolução.

Os recursos permitem variações de brilho, contraste e ampliação, dispensando a paciente de exposições radiológicas adicionais. Na mamografia digital, os processos de aquisição, exposição e armazenamento eletrônico das imagens são separados e podem ser aperfeiçoados individualmente. Além disso, as imagens são obtidas em tempo quase real, até 10 segundos após a exposição.