Ultramedcampos

contato@ultramedcampos.com.br
  Contato : (22) 2736 - 9350   

Colesterol alto? Saiba o que mudar na alimentação

Nem sempre o colesterol é vilão, afinal, ele é um tipo de gordura essencial para manter o bom funcionamento do organismo. É no excesso que mora o problema, pois aí há prejuízo para a saúde e risco elevado de problemas cardíacos. A alimentação, no entanto, é uma excelente aliada para reverter esse quadro e mantermos um nível adequado e saúdavel no corpo. Lembre-se, porém, de sempre seguir as recomendações do seu médico e jamais deixar de tomar as medicações prescritas por ele.

LDL em excesso é o vilão

Temos dois tipos de colesterol: o de baixa densidade (LDL) e o de alta densidade (HDL).  Enquanto o LDL deposita o colesterol nas paredes das artérias, o HDL leva para o fígado o excesso produzido para que seja eliminado pelo intestino. É por isso que o HDL é conhecido como “colesterol bom” e o LDL como “colesterol ruim”. É essencial que eles estejam equilibrados dentro do organismo.

A dieta, então, vem para colaborar, pois tem um impacto importante na redução do colesterol ruim e pode inclusive ajudar a na elevação do HDL (colesterol bom). Para isso é preciso incluir fibras e deixar de consumir gordura saturada. Carnes  Carnes gordurosas e aves com pele fazem parte dessa lista de “vilões”.

Mas não é preciso abolir todo tipo de gordura da alimentação. As gorduras insaturadas, presentes no azeite de oliva extravirgem, no abacate e oleaginosas em geral ajudam na produção do colesterol bom. O ômega-3 também ajuda a diminuir os níveis do colesterol ruim e colabora para aumentar o bom. Peixes como atum e sardinha carregam esse ácido graxo que é amigo do coração.

Além da alimentação

Os exercícios físicos também podem contribuir para aumentar o colesterol bom. Outro benefício de atividades desse tipo é inibir o sobrepeso, que é um fator de risco para o aumento do LDL.

Fonte: https://coracaoevida.com.br/colesterol-alto-saiba-o-que-mudar-na-alimentacao/